Espaço Cultural Mestre 70 encerra ciclo de oficinas transformando vidas no Guamá

• Atualizado há 1 ano ago

No início do ano, dona Elza Oliveira, 63 anos, estava à beira da depressão. Morando sozinha e sem sair de casa por causa da pandemia, ela soube de uma oficina de artesanato e resolveu se inscrever. Era uma das primeiras oficinas do ano, realizadas pelo Espaço Cultural Mestre 70, no bairro do Guamá.

O espaço, da Secretaria Municipal de Esporte, Juventude e Lazer ( Sejel), venceu o abandono da gestão passada para voltar a ser cenário de oportunidades e lazer para os moradores da área. A oficina não serviu apenas para ensinar dona Elza a fabricar tiaras para o cabelo, mas ressignificou sua vida. “Essa oficina me proporcionou novas amizades e venci o desânimo. Hoje eu vendo as tiaras por meio de uma rede social e consigo me manter sem dificuldades”, comemora a serviços gerais, desempregada, enquanto espera sua aposentadoria, daqui a dois anos.

Na última sexta-feira, 25 de junho, foi realizada a entrega de certificados de conclusão dos cursos de artesanato do M70, que ocorreram semanalmente desde o mês de abril, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural ( Senar). Foram 12 turmas em cursos diversos, que ensinaram pintura em tecido, artesanato em material reciclável, e a confecção de sandálias e tiaras. “Entrei aqui sabendo fazer apenas crochê e saio empolgada em fazer lindas telhas decoradas para a venda”, disse a auxiliar de cozinha desempregada, Claudia Correa, 45 anos.

‘É uma felicidade enorme poder proporcionar essas oficinas. Não é só um lazer para elas, mas uma fonte de renda. Outro dia, me emocionei ao encontrar uma senhora, na Ilha do Combú, que me mostrou, toda feliz, sua sandália que tinha aprendido a fazer aqui. É uma satisfação em forma de abraço, algo que vai além da oportunização”, destaca a coordenadora do Mestre 70, Amanda Pombo.

Os certificados de conclusão das oficinas foram entregues pelo coordenador pedagógico do Senar, Luís Canizo, pelo diretor-geral da Sejel, Thiago Costa, e pelo vereador Allan Pombo, que em visita ao bairro do Guamá, marcou presença no encerramento da oficina.

Foram entregues 10 cestas básicas entre as concluintes dos cursos, ofertadas pelo programa ParáPaz, do governo do Pará.

Esporte e lazer – Desde o início do ano, o Mestre Setenta vem sendo cenário de treinos de futsal para crianças e adolescentes, em parcerias com comunidades do bairro do Guamá. À noite, o espaço abriga treinos da Liga de Futsal de Belém e da Federação Paraense de Skate.

Durante o mês de julho a agenda do local está cheia. Na primeira semana, o espaço será cedido para uma colônia de férias realizada por uma escola infantil do bairro. E as práticas esportivas não vão parar. Irão acontecer treinos noturnos da equipe feminina de futsal do Guamá e também de times de handebol.

Texto:
Syanne Neno

Veja também