Curso de plantas ornamentais e paisagismo encerra com perspectivas para a juventude

• Atualizado há 9 meses ago

Muitos ensinamentos e aprendizagens sobre o cultivo de plantas ornamentais e paisagismo serão aplicados por 20 alunos do curso do projeto Oportunize, realizado pela Secretaria Municipal de Esporte, Juventude e Lazer (Sejel). O curso que durou de 20 a 24 de setembro na Aldeia Cabana David Miguel foi gratuito e voltado para jovens de 18 a 35 anos, com emissão de certificado profissionalizante ao final. Como prática final, os jovens produziram um pequeno jardim na entrada da secretaria.

A bacharel de artes visuais Nina Pinho, de 25 anos, foi uma das jovens que participou do projeto. Ela buscou o curso de Plantas Ornamentais e Paisagismo para cuidar melhor das plantas de casa, hábito que ela adquiriu durante a pandemia. “Eu sempre tive interesse em plantas. Queria fazer alguma coisa por causa da pandemia, estava muito ociosa e acabei me inscrevendo no curso”, relata.

Nina pretende aplicar o conhecimento do próprio jardim. “O que eu aprendi pretendo levar lá para casa. Tem um jardim grande. Minha mãe quer até algumas dicas. Quero aproveitar para cuidar mais de lá”, contou. A jardinagem e o paisagismo foi uma forma que a jovem encontrou para cuidar melhor da saúde mental. “De certo modo isso não me faz ficar tão ociosa quanto eu ficaria estando em casa o tempo inteiro”, avalia.

Mais verde e mais beleza

Outra que buscou o curso foi Rosemery Lopes, que quer embelezar um terreno que possui na ilha de Mosqueiro. “Como falei para a professora eu tenho um terreno bom em Mosqueiro, em que pretendo fazer um jardim, uma coisa mais bonita. Às vezes, as pessoas chegam e querem bater fotos”, disse. “Minha finalidade era mais saber sobre o solo, as plantas que ficam plenas ao sol e as que ficam na sombra”, complementou.

O Projeto Oportunize é realizado em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). Para a instrutora do curso e engenheira florestal, Andreza Almeida, foi surpreendente a procura pelo curso, ultrapassando o total de vagas. “Especialmente para esse curso, as inscrições chegaram a 98 e muitas pessoas vieram mesmo não podendo ter se inscrito. É muito legal que as pessoas tenham realmente o interesse de trazer a vegetação para dentro da casa delas”, destacou.

Segundo ela, o cultivo de plantas ornamentais e o paisagismo são plenamenta aplicáveis nas cidades. “A gente vive numa cidade cercada de muros e construções. Isso [plantas ornamentais e paisagismo] faz as pessoas se sentirem bem, principalmente na pandemia. Esse foi um hábito que as pessoas criaram, um hobby e agora as pessoas têm mais interesse em aprender a cultivar melhor. A gente veio com esse curso para fazer eles se inspirarem mais em fazer em casa”, assegurou.

O coordenador de Juventude da Sejel, Matheus Dias, ressaltou que o curso atingiu o objetivo esperado. “O segundo curso do Projeto Oportunize foi extremamente produtivo, com um índice de participantes muito bom e repleto de diversidade. Esse novo projeto da Sejel busca garantir oportunidades, saberes, aprendizados e desenvolvimento de novos ofícios para a juventude”, reforçou.

Texto: Vito Gemaque

Veja também